quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Governador e deputados contra os servidores e a economia do Paraná.

Tristeza geral do funcionalismo público. Desvotar. Foi o que aconteceu ontem na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. Desvotaram o que já tinham votado. Anularam uma lei que eles mesmos tinham aprovado. O que fazer com gente que não honra a palavra empenhada e a lei que eles próprios criaram? Com que adjetivos você agraciaria estas pessoas? Da minha parte, os piores.

Fica como registro para a próxima eleição. Lembrando que antes houve festa com lauto banquete, oferecido pelo governador, em comemoração ao empobrecimento do funcionalismo e de toda a economia paranaense, uma vez que o dinheiro da recomposição salarial, deixará de chegar ao setor produtivo, do comércio e da prestação de serviços. Empregos deixam de ser criados e aposentados são mortos por desgosto com a falta de princípios de seus governantes. É assim que pretendem reativar a economia e sair da crise.

Votaram Pelo pagamento da data-base, a favor do funcionalismo:18

Ademir Bier (PMDB)
Anibelli Neto (PMDB)
Chico Brasileiro (PSD)
Evandro Araújo (PSC)
Gilberto Ribeiro (PRB)
Gilson de Souza (PSC)
Marcio Pacheco (PPL)
Nelson Luersen (PDT)
Nereu Moura (PMDB)
Ney Leprevost (PSD)
Palozi (PSC)
Pastor Edson Praczyk (PRB)
Péricles de Mello (PT)
Professor Lemos (PT)
Rasca Rodrigues (PV)
Requião Filho (PMDB)
Tadeu Veneri (PT)
Tercílio Turini (PPS)

Ausente

Missionário Ricardo Arruda (DEM)

Votaram pela suspensão do reajuste e contra o funcionalismo. 34

Adelino Ribeiro (PSL)
Alexandre Curi (PSB)
Alexandre Guimarães (PSD)
André Bueno (PSDB)
Bernardo Ribas Carli (PSDB)
Cantora Mara Lima (PSDB)
Claudia Pereira (PSC)
Cobra Repórter (PSD)
Cristina Silvestri (PPS)
Dr. Batista (PMN)
Elio Rusch (DEM)
Evandro Jr. (PSDB)
Felipe Francischini (SD)
Fernando Scanavaca (PDT)
Francisco Bührer (PSDB)
Guto Silva (PSD)
Hussein Bakri (PSD)
Jonas Guimarães (PSB)
Luiz Carlos Martins (PSD)
Luiz Claudio Romanelli (PSB)
Marcio Nunes (PSD)
Marcio Pauliki (PDT)
Maria Victoria (PP)
Mauro Moraes (PSDB)
Nelson Justus (DEM)
Paranhos (PSC)
Paulo Litro (PSDB)
Pedro Lupion (DEM)
Plauto Miró (DEM)
Schiavinato (PP)
Stephanes Jr. (PSB)
Tiago Amaral (PSB)
Tião Medeiros (PTB)
Wilmar Reichembach (PSC)
*Por ser presidente, Ademar Traiano (PSDB) só vota em caso de empate.
Fonte: Redação. Infografia: Gazeta do Povo.

Fica aí o registro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Depois de moderado ele será liberado.