sexta-feira, 10 de março de 2017

8 de março de 2017. O silêncio teria sido bem melhor.

Em seu livro Como conversar com um fascista Márcia Tiburi define a natureza antidemocrática do capitalismo: "Antidemocrático, o capitalismo precisa ocultar sua única democracia verdadeira - a partilha da miséria e, hoje em dia, cada vez mais a sua matabilidade". A democracia é um conceito complexo e, mesmo dispondo de três poderes, o capitalismo constantemente recorre ao fascismo, isto é, usa de recursos que apontam para além destes três poderes. É um sistema que não está disposto a muitas concessões.

O liberalismo também não é um conceito preciso e frequentemente os seus princípios econômicos se chocam com os seus princípios políticos. O liberalismo aceita uma democracia, ou seja, um sistema de leis que garantam a superestrutura capitalista. De forma alguma ele permite grandes movimentações no andar de baixo, na infraestrutura, onde se movimenta a classe trabalhadora. Raramente estes tem organização suficiente para provocar dissabores ao andar de cima, mesmo que sejam mínimos.

O Brasil tem pequeníssima tradição democrática. A rigor, algumas afirmações a partir de 1930. Mesmo assim, entre os anos de 1930 e o final dos anos 1980, convivemos com duas ditaduras de longa duração e uma tentativa de golpe a cada três anos. O final dos anos 1970 e ao longo dos anos 1980, no processo de saída da ditadura civil/militar, é que tivemos os maiores avanços, que culminaram com a inscrição de seus princípios na Constituição de 1988. Além de lutar por direitos sociais e políticos também houve uma grande investida nos chamados direitos civis, setor em que, aparentemente, é mais fácil obter avanços, uma que não implicam contrapartida financeira. Ledo engano, eles mexem com os enraizamentos culturais. Eles se situam no campo dos preconceitos.

Lílian Schwarcz e Heloísa Starling em seu monumental livro Brasil: Uma biografia, assim descrevem este momento: "O país só adota uma agenda de direitos civis - que inclui a fundação de movimentos sociais negros, feministas, ambientalistas, LGBT, entre outros - nos anos 1970, e mesmo assim de maneira tímida. O exercício de determinados direitos não leva mecanicamente à conquista de outros. No entanto, sem a garantia dos direitos civis cujo princípio normativo é a liberdade individual e sem o entendimento de que pessoas obrigadas a obedecer às leis devem ter igual direito, a despeito das diferenças que houver entre elas, a noção de cidadania não tem como ser exercida contemporaneamente de forma plena".

A partir de 2003, com a ascensão dos governos petistas, estas novas demandas ganharam expressão. Em vez de serem reprimidas, ganharam status e até ministérios. Além do avanço nos direitos civis também houve significativos avanços nos direitos sociais e políticos, que se refletiram em melhores condições de vida. O Ipea mostra que entre 2003 e 2011 as classes D e E diminuíram de 96,2 milhões para 63,5 milhões. Enquanto isso, as classes A e B aumentaram de 13,3 milhões para 22,5 milhões e que a classe C ascendeu de 65,8 milhões para 105, 4 milhões. Esta reconfiguração da estrutura social provocou muitos ódios e elevou a potências inimagináveis o cio fascista daqueles que não queriam partilhar o seu bem-estar. Com a reeleição de Dilma em 2014, só fizeram para espreitar por nova oportunidade de golpe.

O golpe no poder, imediatamente atacou os frágeis pilares da construção da cidadania e promoveu, aquilo que em outra ocasião eu defini como 50 em 5 - para trás. Um ataque a todos os níveis de direitos, quer os civis, os políticos e os sociais. Os Ministérios ligados aos direitos civis foram simplesmente fechados. Formou-se um ministério de homens, de homens idosos e brancos. Nenhuma mulher na composição inicial.

No dia 8 de março de 1917, dia internacional da mulher, o presidente golpista, de acordo com a mídia, cometeu uma gafe. Olhem a generosidade do tratamento. Tudo foi reduzido a uma gafe, quando, na verdade, foi a mais genuína manifestação de seu atraso, de sua concepção de direitos civis, de sua visão medieval em torno da questão feminina. Este presidente - não eleito - nunca deve ter ouvido falar de Simone de Beauvoir A sua concepção de mulher se manifesta numa reportagem da VEJA, sobre Marcela Temer, caracterizando-a como "bela, recatada e do lar". Sem entrar em análise deixo as principais frases ditas pelo mandatário golpista, em presença da primeira dama. Para que fique o registro.
Michel, "Para de falar bobagens". Não parece?

"Tenho absoluta convicção até por formação familiar e por estar ao lado de Marcela [Temer], do quanto a mulher faz pela casa, pelo lar. Do que faz pelos filhos. E, se a sociedade de alguma maneira vai bem e os filhos crescem, é porque tiveram uma adequada formação em suas casas e, seguramente, quem faz isso não é o homem, é a mulher". Também falou sobre a sua função na economia.

"Na economia também, a mulher tem uma grande participação. ninguém mais é capaz de indicar os desajustes, por exemplo, de preços em supermercados mais do que a mulher. Ninguém é capaz melhor de identificar eventuais flutuações econômicas do que a mulher, pelo orçamento doméstico maior ou menor". Mesmo se referindo à participação no mercado de trabalho estabelece restrições.

"Tudo isso significa empregos e significa também que a mulher, além de cuidar dos afazeres domésticos, vai ver um campo  cada vez mais largo para o emprego". Vejam bem, a restrição, depois dos afazeres domésticos e, para terminar, fez mais algumas considerações. "Homens e mulheres são igualmente empregados, com algumas restrições". "Mas a gente vê o número de mulheres que comanda empresas". Se referindo a pesquisas recentes afirmou que as mulheres ainda são tratadas "como figuras de segundo grau em outras partes do mundo", elas, no entanto, devem ocupar o primeiro grau em todas as sociedades".

Como tristeza profunda e com disposição para o enfrentamento é que temos que ver este tempo de retrocessos. A dimensão do tempo, quer presente e futuro, não pode sofrer interdição por causa de gente que professa tamanho atraso.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Depois de moderado ele será liberado.