quarta-feira, 9 de setembro de 2020

Uma aula de história do Brasil. Lília Schwarcz no "Roda Viva".

Hoje, oito de setembro de 2020, acordei com uma mensagem do meu amigo professor Romeu Gomes de Miranda me perguntando se eu estava vendo o "Roda Viva" especial da independência com a professora Lilia Schwarcz. Eu já estava dormindo. Mas, ao ler a mensagem, me levantei imediatamente para ver o programa. Creio que não preciso dizer que sou fã incondicional dela e muito do pouco que eu sei sobre o Brasil, eu aprendi com ela.
A antropóloga, historiadora, escritora e professora Lilia Moritz Schwarcz.

Uma vez também mantive um contato com ela, via e-mail, para efeitos de uma palestra. Precisa ver uma pessoa atenciosa. Infelizmente ela não tinha agenda, mas ela procurou, inclusive, mudar atividades profissionais suas para atender ao nosso convite. Era um convite para uma palestra para o nosso grupo da APP-Independente. Hoje, ela divide o seu tempo entre a USP, a Universidade de Princeton, nos Estados Unidos e a Companhia das Letras. Ao final do post apresento a resenha de três livros seus.

O programa foi maravilhoso. Uma rara e maravilhosa aula de história do Brasil, analisando os seus principais problemas, bem como as suas origens, já a partir do processo da independência, passando pelo Império, República e terminando nos dias atuais, com a pandemia e Bolsonaro na Presidência. De uma forma ou de outra ela abordou os temas trabalhados em seu mais recente livro Sobre o autoritarismo brasileiro, quais sejam: Escravidão e racismo; mandonismo; patrimonialismo; corrupção; desigualdade social; violência; raça e gênero e intolerância.

O programa foi maravilhoso e a apresentadora (Vera Magalhães) e os entrevistadores (as) (Yasmin Santos, Pedro Doria, Fábio Cardoso, Paula Carvalho e Adriana Ferreira Silva) foram extremamente respeitosos (as) com a convidada. Respeito oriundo da autoridade (de autoria) da professora. Não vou me deter em comentar para dar voz, junto com o convite para usarem fartamente essa entrevista em salas de aula ou em qualquer espaço de formação. Deixo o link do programa.


Como adendos, deixo primeiramente o link da maravilhosa biografia de Lima Barreto, que, como ela falou no programa, morreu vítima de racismo. Lima Barreto - Triste visionário é o título:


Outro livro seu, em co-autoria com Heloísa Starling é Brasil - uma biografia, cuja leitura eu recomendo muito. Segue o link:


O outro é o seu trabalho mais recente e de extrema atualidade, Sobre o autoritarismo brasileiro.


Outro livro seu é um livro referência sobre o Segundo Reinado. As barbas do imperador.

E... um pequeno aperitivo. A pergunta final. Há perigo de golpe institucional clássico? A resposta. Bolsonaro é o golpe. Ele está corroendo todas as instituições democráticas do Brasil. Não há a necessidade do golpe clássico.


2 comentários:

  1. Lamentavelmente não assisti, vou acompanhar nas suas informações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leni, você ainda pode assistir. Clique no primeiro link, o do Ioutube. Vale muito a pena. Também dá para localizar pelo Google. Um abraço.

      Excluir

Obrigado pelo comentário. Depois de moderado ele será liberado.