quinta-feira, 23 de março de 2017

A terceirização total. Veja os deputados paranaenses que rasgaram a CLT.

Ontem foi um dos dias mais tristes da história deste país. A Câmara dos deputados retomou um projeto de 1998, dos tempos de Fernando Henrique Cardoso, que simplesmente acabou com os direitos dos trabalhadores ao permitir a terceirização de todo os tipos de trabalho, atividades meio e atividades fim, tanto no serviço público, quanto no setor privado.
A carteira de trabalho sendo substituída por contratos de terceirização.


A figura, ou o fantasma de Fernando Henrique Cardoso ainda assombra a política brasileira, como o intelectual orgânico de todas as perversidades neoliberais. Tem também muitos asseclas. O esforço dele em destruir o conceito de Nação, de Pátria é inaudito. Quer, a todo custo, substituí-lo pela palavra mercado. Ele sempre designa o Brasil como um mercado emergente. E os valores do mercado vocês conhecem. Competição.... competição.... Lucro... lucro. No diagnóstico de Hobbes é a luta de todos contra todos, do homem como lobo do homem. E olha, que ele tinha visto muito pouco do emergente sistema capitalista.

Quero deixar com vocês a frase de despedida do Senado de FHC, em dezembro de 1994, para ver em profundidade o espírito que norteia o seu pensamento: "Resta um pedaço do nosso passado que ainda atravanca o presente e retarda o avanço da sociedade. Refiro-me ao legado da "era Vargas" ao seu modelo de desenvolvimento autárquico e ao seu Estado intervencionista". (Do livro de Léo Almeida Neves Privatizações de FHC - A era Vargas continua, página 31. Lembrando que Vargas foi o grande construtor da Nação brasileira e quem instituiu a legislação trabalhista no Brasil, junto com o processo de industrialização.

Mas o objetivo deste post, é deixá-lo para a memória dos eleitores. Veja como votou o seu representante, isto é, se você ainda o considera assim. Lembre-se desta listinha quando você for votar em 2018. Neste espaço aqui, ela não se apaga. Veja como votou a bancada paranaense. Todos os favoráveis também foram favoráveis ao golpe de Estado de 2016. O golpe vai sendo... A sua construção é diária. A fonte é o "Congresso em Foco".  Como votaram apenas 24, de uma bancada de 30, constata-se também a ausência de 6  dos "nossos" representantes. Oportunamente também os apresentarei.

Alex Canziani PTB Sim
Alfredo Kaefer PSL Sim
Aliel Machado REDE Não
Assis do Couto PDT Não
Christiane de Souza Yared PR Não
Dilceu Sperafico PP Sim
Edmar Arruda PSD Sim
Enio Verri PT Não
Evandro Roman PSD Sim
Hermes Parcianello PMDB Não
Leandre PV Não
Leopoldo Meyer PSB Sim
Luciano Ducci PSB Sim
Luiz Carlos Hauly PSDB Sim
Luiz Nishimori PR Sim
Nelson Meurer PP Sim
Nelson Padovani PSDB Sim
Osmar Bertoldi DEM Sim
Reinhold Stephanes PSD Sim
Rubens Bueno PPS Sim
Sandro Alex PSD Sim
Sergio Souza PMDB Sim
Toninho Wandscheer PROS Sim
Zeca Dirceu PT Não
Total Paraná: 24

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pelo comentário. Depois de moderado ele será liberado.